LANÇAMENTOS: João Pinheiro, “Julho” e Mathew E. White, “Big Inner”


cd_julho

Terceiro cd do cantor e compositor João Pinheiro, “Julho” (Saladesom Records) vem com  a responsabilidade de suceder “João Pinheiro canta Sade” (Saladesom, 2007), álbum que colocou o nome do João na cena nacional e que viu três de suas faixas em trilhas de novela. De pegada mais pop que o anterior, “Julho” apresenta boas regravações do intérprete carioca e inéditas autorais. Das regravações, “Muito Romântico” (Caetano Veloso), surge com guitarra roqueira e a gaita de Luis Prado. “Tudo que Eu Tenho”, versão de Rossini Pinto para “Everything I Own” da banda americana Bread, conta a participação da atriz Hermila Guedes cantando (bem) em dueto com João e tem cara de hit radiofônico num espectro mais popular. Duas versões para sucessos do cantor uruguaio Taiguara aparecem com carga emocional mais intensa – “Hoje” e “Teu Sonho Não Acabou”, se não se equiparam as clássicas gravações originais, afirmam como João é bom intérprete. Das inéditas, o grande destaque fica “Live Life”. Do mesmo criador  de “The Sweetest Taboo”,  sucesso da cantora anglo-nigeriana Sade Adu, a canção foi oferecida ao carioca depois que Martin ouviu o álbum dedicado a Sade, como João explica aqui.

João Pinheiro é ótimo cantor,  algo que está difícil encontrar na cena musical brasileira atual, e que ajuda em muito “Julho” emergir dentre as dezenas de lançamentos deste ano.

João Pinheiro – Julho
Lançamento: Saladesom Records, Julho/2013
Quanto: R$ 24, em média
Review: * * *

Matthewewhitecapa

Chegando ao mercado nacional através do selo Vigilante, da Deck, o primeiro álbum de Mathew E. White tem colhido elogios rasgados mundo afora desde o lançamento, em janeiro deste ano. “Big Inner” é uma salada musical inspirada, em que  country, soul, funk, gospel e folk se fundem harmonicamente. Em recente entrevista ao jornal O Globo, Mathew contou que durante a gravação do disco, ouviu muito o disco “Gal” de 1969, da cantora baina, lançado no auge da Tropicália. Influência nem tão perceptível assim. Com apenas 7 faixas, todas de autoria do cantor-compositor-produtor (algumas com parceiros) , Big Inner  guarda uma grande canção para o final – “Brazos”, suíte de quase dez minutos que encerra o cd, retrata as inquietações espirituais do cantor americano e põe em loop os versos “Jesus Christ is our Lord/ Jesus Christ, He is your friend”, inspirados em “Brother” de Jorge Benjor.

Mathew E. White – Big Inner
Lançamento: Selo Vigilante, Deck. – Julho/2013
Quanto: R$ 25, em média
Review: * * * 1/2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s