Lançamentos Música Mpb Resenhas Show

SHOW: Hamilton de Holanda – “Mundo de Pixinguinha”

Em noite de grandiosidade artística, Hamilton de Holanda prova que Pixinguinha é do mundo

Hamilton de Holanda e o pianista cubano Omar Sosa. Teatro Alfa. 8.9.2013
Hamilton de Holanda e o pianista cubano Omar Sosa. Teatro Alfa. 8.9.2013

No ano que a morte do flautista, saxofonista e compositor carioca Pixinguinha completa 40 anos, Hamilton de Holanda, apoiado pelo Natura Musical, lança um álbum inteiramente dedicado à obra deste que é um dos maiores músicos brasileiros em todos os tempos e que, com seu talento, deu forma definitiva ao choro.

“Mundo de Pixinguinha”, o álbum, acerta no conceito de ampliar os horizontes da música do compositor em interpretações que contaram com vários nomes internacionais, muitos deles identificados com o jazz, estilo com o qual o  som de Pixinguinha guarda estreitos laços, ainda que não intencionais.

Três shows marcaram o lançamento oficial do cd – em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e na noite deste domingo, 8/9, em São Paulo, no palco do Teatro Alfa. Contando com a presença de alguns dos músicos que participaram da gravação do disco, Hamilton de Holanda armou um  interessante painel  histórico e afetivo com roteiro que não ficou preso aos standards de Pixinguinha, mas foi além, resgatando pérolas pouco conhecidas da profícua obra do compositor.

Com o pianista cubano Omar Sosa, numa série de improvisos, Hamilton e seu incomum bandolim de 10 cordas apresentaram temas mais famosos  como “Lamentos”, composto em 1928 depois de um episódio no qual Pixinguinha foi barrado em uma festa em que seria o artista principal, número que contou também com a participação de André Mehmari no acordeão. Na sequência de sucessos, “Yaô” (Pixinguinha / Gastão Viana), outrora marcante na voz de Clementina de Jesus, evidenciou na execução inicialmente dramática a conexão dos ritmos cubanos e brasileiros. Chamando ao palco o acordeonista francês Richard Galliano, tocaram dois dos temais menos conhecidos de Pixinguinha – o choro “Ingênuo” e a valsa com ares  parisienses “Agradecendo”. Fugindo do roteiro estabelecido, o francês ainda mostrou uma canção inédita em homenagem ao sanfoneiro Dominguinhos, falecido recentemente, num dos números mais emocionantes da noite. Fechando as participações especiais, o pianista italiano Stefano Bollani, verdadeira estrela do jazz na Europa e com quem Hamilton mantém sólida parceria, subiu ao palco para, entre improvisos de Villa Lobos e Luiz Gonzaga,  mostrar “Canção da Odalisca”, outra das raridades e “Seu Lourenço no Vinho”, dois dos números gravados por ele no álbum

Em noite de grandiosidade artística na qual Hamilton de Holanda deu mostras do porquê é um dos músicos brasileiros mais reverenciados no exterior, a música de Pixinguinha, de incontestável genialidade, provou  que está além de qualquer fronteira ou amarra estética. Pixinguinha é do mundo.

No site do Natura Musical estão disponíveis duas canções do álbum Mundo de Pixinguinha. Aqui.

Hamilton de Holanda – Mundo de Pixinguinha
Quando: 8.9.2013
Onde: Teatro Alfa – São Paulo
Review: * * * * * 

1 comentário em “SHOW: Hamilton de Holanda – “Mundo de Pixinguinha”

  1. Pingback: Os 15 shows nacionais de 2013 « Música Estática

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s