SHOW: Terruá Pará 2013

Terruá Pará 2013 em São  Paulo
Terruá Pará 2013 em São Paulo

Terruá Pará 2013
Quando: 13.11.2013
Onde: Teatro das Artes – São Paulo
Review: * * * 1/2
Algumas fotos da noite. Aqui.

Em edições anteriores, a mostra Terruá Pará trouxe para o sul do país nomes como Felipe Cordeiro, Lia Sophia, Dona Onete e Gaby Amarantos numa mistura explosiva dos sons nortistas que, principalmente depois do advento de Gaby, jogou a música do Pará na linha frente do que mais interessante se faz no Brasil. Ontem, no Teatro das Artes em São Paulo, a quarta edição do evento manteve a mesma inspiração, com produção caprichadíssima. Sob direção artística de Carlos Eduardo Miranda – um dos responsáveis diretos por essa descoberta do som paraense – e Ciz Zamorano, os 12 nomes selecionados formaram um mosaico vibrante e bem calibrado com o cruzamento da música tradicional e a vanguarda do estado.

Na primeira parte do espetáculo, de contornos mais contidos e tradicionais, um dos destaques foi o sambista Toninho Nascimento, compositor de sucessos na voz de Clara Nunes como “Conto de Areia” e “A Deusa dos Orixás”, apresentados em dueto com Artur Espíndola. Luê e sua rabeca trouxeram a malemolência de Alipio Martins em “Onde Andará Você”, canção registrada no primeiro disco da paraense, lançado em 2013. Folclórico, o cantor Pim, animou a noite com o seu “Xote do Papagaio”. E Marcos André apostou no carimbó de pegada black – “a amazônia é groove”, lembrou o artista.

Mas foi na segunda parte do show que a efervescência da cena musical do Pará veio com mais força. Natália Matos, jovem cantora que está às vésperas de lançar seu primeiro álbum sob patrocínio da Natura Musical, esbanjou charme  na autoral “Candido Brilho”. Num dueto espetacular, Felipe Cordeiro e seu pai, Manuel Cordeiro botaram todos pra dançar aos som das guitarras tão características da dupla. Primeiro em “Ela É Tarja Preta“, parceria de Felipe com Arnaldo Antunes, com o refrão cantado em coro pela plateia, e depois em “Problema Seu“, canção com com os versos “você pra mim é problema seu“, gíria marota bem sacada na canção que está no repertório do segundo cd do cantor, “Se apaixone pela loucura do seu amor”, lançado em novembro. Foi a deixa pra Waldo Squash entrar em cena e passar em resumo a inserção da música eletrônica feita no estado, inconfundível sob o rótulo de tecnobrega. Sob as bases do DJ, Renan Sanches mostrou o mega-sucesso “Guere Guere”, abrindo espaço para a paulera da Gang do Eletro, o trio que melhor define a estética do movimento.

Principalmente nesta segunda parte do Terruá Pará 2013, a relevância da música feita fora do eixo sul-sudeste, mostrou o quão moderna, arejada e inspiradora está a cena musical da região.

Algumas fotos da noite. Aqui.

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s