LIVRO: Gilberto Gil Bem De Perto

capa_gil_zappa

Livro – Gilberto Gil Bem De Perto
Autores: Regina Zappa e Gilberto Gil
Lançamento: Editora Nova Fronteira – agosto/2013
Quanto: R$ 34, em média
Review: star-512star-512 1/2

Não é preciso sublinhar que Gilberto Gil Bem de Perto é uma biografia autorizada – o fato já está explícito na assinatura da obra dividida entre a jornalista Regina Zappa e o próprio biografado. E como a maioria das obras do gênero, uma visão oficial, o livro se presta a um bom trabalho de levantamento de dados mas foge totalmente de qualquer aprofundamento dos fatos relatados. Quase tudo em Gilberto Gil Bem de Perto já era de conhecimento público, visto que o artista é das personagens mais famosas da música brasileira. A intimidade a que o título alude vai naquele esquema “entra minha casa mas não passe da sala de estar”.

O livro é fartamente ilustrado por fotos do acervo pessoal de Gil – e esse é dos pontos fortes da biografia lançada pela Editora Nova Fronteira, ainda que boa parte das imagens  não estejam sincronizadas com os assuntos abordados, o que causa certa estranheza à medida que avançamos na leitura. O texto claro e preciso de Regina Zappa, jornalista responsável pelo fluido andamento da organização cronológica, é outro ponto positivo de Gilberto Gil Bem de Perto. Dividido em nove capítulos que tentam, através de entrevistas com o próprio Gil, relatar os momentos mais importantes da trajetória artística e pessoal do compositor, o livro trata com objetividade histórias marcantes da infância do compositor e seu início na música aos 17 anos, para seguir sem grande emoção em temas espinhosos como o exílio, o preconceito racial nos primeiros anos da carreira e, de maneira aparentemente franca, de sua relação com as drogas. A gênese de algumas canções emblemáticas como “Aquele Abraço” e “Palco“, fruto de reflexões e dúvidas em relação a continuidade da carreira, também são abordadas sem, contudo, parecerem suficientes para uma verdadeira intimidade como propõe o título.

Um dos capítulos menos elucidativos é o que trata da passagem de Gil pelo Ministério da Cultura – com cara de propaganda encomendada, o adendo se esmera em listar os feitos da pasta sob o comando do artista, passando batido por questões polêmicas como os projetos da Agência Nacional do Cinema e do Audiovisual ou as questões de direitos autorais e renúncia fiscal, temas ainda nebulosos para o público em geral.

Gilberto Gil Bem de Perto é obra que serve bem para quem conhece nada ou muito pouco sobre um dos maiores artistas brasileiros em todos os tempos. Para os iniciados, pode ser até mesmo frustrante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s