SHOW: João Donato e os 40 anos de Quem É Quem

João Donato com Tulipa Ruiz no palco do Teatro Paulo Autran (Foto: Alexandre Eça)
João Donato com Tulipa Ruiz no palco do Teatro Paulo Autran (Foto: Alexandre Eça)

João Donato – Quem É Quem – 40 anos
Quando: 27.2.2014
Onde: Teatro Paulo Autran – São Paulo
Review: star-512star-512star-512star-512star-512

Gravado no mítico ano de 1973, Quem É Quem foi LP que inaugurou a fase na carreira do música acreano João Donato onde suas músicas pela primeira vez ganhavam letras. Até então, em sua discografia iniciada oficialmente em 1953 com a edição do 78 rotações Donato e Seu Conjunto, apenas temas instrumentais. Para Donato, o fato era motivo de comemoração e merecia uma festa. Com a recusa da sua gravadora à época, a Odeon, em investir na divulgação do disco, o pianista subiu no Outeiro da Glória, no Rio de Janeiro, e de lá arremessou um lote inteiro dos LPs, tudo registrado pelas lentes da TV Globo. Essa foi uma das histórias saborosas que João Donato contou na noite desta quinta-feira (27), durante a apresentação que marcou a tardia festa de lançamento do disco que está completando 41 anos neste ano de 2014.

Álbum de aura vanguardista, Quem É Quem ajudou a definir solidamente a sonoridade pela qual a música de Donato passaria a ser conhecida e admirada no Brasil e no mundo – um misto de influências do jazz americano acrescido de elementos da música caribenha e ecos da bossa nova, numa junção inventivamente explosiva com o groove dos metais, sonoridade que já se delineava no disco anterior do pianista, o obrigatório Donato/Deodato (1973), gravado em parceria com o maestro Eumir Deodato. Uma fluência rítmica já expressa na primeira faixa do disco, “Chorou, Chorou“, parceria do músico com Paulo César Pinheiro, que também abriu o show entre improvisos de Donato no Fender Rhodes e a pegada certeira da banda de 7 instrumentistas do Bixiga 70, grupo da cena musical paulistana, que formaram a cama perfeita pro músico reproduzir os criativos arranjos de Laércio de Freitas, responsável pela direção musical do disco.

Como em toda festa, os convidados tiveram participação fundamental no espetáculo –  na primeira parte da apresentação, uma correta Mariana Aydar deu voz a “Terremoto” (Paulo César Pinheiro / João Donato), abordou acompanhada pelo elegante piano de Donato, “Mentiras” (João Donato / Lysias Ênio) pra depois cair no suingue da percussiva “Cala A Boca Menino” (Dorival Caymmi), música que no disco contara com a voz de Nana Caymmi. Produtor e grande responsável pela edição de Quem É Quem, Marcos Valle veio depois de Mariana para, em dois números, subir os tons de improvisação nas autorais “Cadê Joel?” e fugindo do repertório do disco,  refazer com acento jazzy “Não tem Nada Não” (João Donato / Eumir Deodato / Marcos Valle). Saiu de cena ovacionado. A nítida  empolgação da plateia continuou com a entrada de Tulipa Ruiz, grande destaque da noite, para entoar “Flor de Maracujá“, outra canção alheia ao repertório de Quem É Quem, sucesso na voz de Gal Costa em 1974 e que na versão expressionista de Tulipa ganhou ainda maior intensidade com a cantora atingindo notas altíssimas com aparente facilidade. O alto nível artístico prosseguiu na surpreendente interpretação de “Até Quem Sabe“, com Donato ao piano e Tulipa esbanjando personalidade ao recriar com dramaticidade, abolerando um standard de refinada harmonia. Nesta noite, Tulipa Ruiz ao lado de João Donato se agigantou.

Demorou 40 anos, mas Quem É Quem, obra-prima da música brasileira, enfim ganhou um lançamento à altura da sua estatura influenciadora com uma noite de grandiosidade artística. Genial esse João, o Donato.

Fotos do show. Aqui

O roteiro armado para a comemoração dos 4o anos do álbum Quem É Quem:

1. Chorou, Chorou (Paulo César Pinheiro / João Donato)
2. Amazonas (Keep Talking) (João Donato)
3. Terremoto (Paulo César Pinheiro / João Donato) com Mariana Aydar
4. Mentiras (João Donato / Lysias Ênio) com Mariana Aydar
5. Cala Boca Menino (Dorival Caymmi) com Mariana Aydar
6. Nãna Das Águas (Geraldo Carneiro / João Donato)
7. Me Deixa (Geraldo Carneiro / João Donato)
8. Fim De Sonho (João Carlos Pádua / João Donato)
9. Cadê Jodel? (Marcos Valle / João Donato) com Marcos Valle
10. Não tem Nada Não (João Donato / Eumir Deodato / Marcos Valle) com Marcos Valle
11. Flor de Maracujá (João Donato / Lysias Enio) com Tulipa Ruiz
12. Até Quem Sabe? (Lysias Ênio / João Donato) com Tulipa Ruiz
13. A Rã  (João Donato) com Tulipa Ruiz
14. Ahiê (Paulo César Pinheiro / João Donato)
15. BIS – Cala Boca Menino (Dorival Caymmi)

1 comentário

  1. O LP Donato/Deodato foi gravado nos dias 26 de março e 10 de abril de 1973, e lançado em meados do mesmo ano (1973), não em 1971, como foi digitado no texto. Como foi dito, 1973 foi realmente um ano mítico, não é?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s