Destaque Foto Música Mpb Resenhas Show

SHOW: Com a gravação do DVD “Rainha dos Raios”, Alice Caymmi se impõe como o grande destaque da música brasileira em 2014

Alice Caymmi e Diogo Strausz (Foto Alexandre Eça)
Alice Caymmi e Diogo Strausz (Foto Alexandre Eça)

SHOW: Alice Caymmi – Rainha dos Raios
Quando: 11.12.2014
Onde: Teatro Itália – São Paulo
Reviewstar-512star-512star-512 1/2

Rainha dos Raios, o disco que a cantora carioca Alice Caymmi lançou em setembro desse ano tem colhido elogios quase unânimes de crítica e público. Com justiça. É álbum que vem pra sacudir a morna MPB, arejando e rejuvenescendo um repertório quase todo de regravações. Em novembro, o show de lançamento realizado na capital paulista foi arrasador, corroborando a excelência do trabalho de estúdio. Ontem, em um lotado Teatro Itália, Alice voltou à cena para gravar DVD e documentário que será levado aos cinemas, trazendo o mesmo repertório do espetáculo original, mas amparada apenas pelo músico Diogo Strausz comandando ao vivo as bases pré-gravadas do disco. Porém, a maior diferença entre os shows de lançamento e este especialmente concebido e pensado para o registro audiovisual estava na produção do espetáculo. Produção requintada, de ares tecnológicos, algo hi-tech, dirigida pelo empresário Paulo Borges e com inspiradas iluminação e ambientação cenográfica de Richard Luiz e Wagner Freire. O resultado foi um dos shows visualmente mais impactantes que passaram pelos palcos paulistanos neste ano. Cruzando o mundo da moda com o da música, Rainha dos Raios ainda teve figurinos assinados pelos estilistas Walério Araujo e João Pimenta e uma plateia sedenta por novidades, sem saber direito quem era o artista que subiria ao palco. Sim, uma grande parte do público não tinha a menor ideia de quem era Alice Caymmi, fato facilmente detectável pelas conversas no hall de entrada do teatro.  Estavam lá pelo circo fashionista armado. Com todo este aparato midiático cercando o show, uma cantora com personalidade mais vacilante poderia facilmente se perder. Mas o talento de Alice pairou, superior, sobre tudo e sobre todos.

alice caymmi-8

Uma Alice que em apenas um ano – o tempo entre a apresentação do estupendo show Dorivália e este mais recente – amadureceu de forma espantosa. Segura, com um canto mais lapidado, a jovem artista não se intimidou com a produção grandiosa nem com a direção cheia de marcações rígidas de Paulo Borges. Direção que em alguns momentos tentou fazer da cantora uma mistura de modelo em desfile de moda e atriz. Mais contida e concentrada, Alice abriu o show com “Iansã“, a canção de Caetano Veloso e Gilberto Gil cujos versos deram título ao Rainha dos Raios, e seguiu um setlist musicalmente refinado e sem novidades. Com Diogo Strausz refazendo com rigor as bases do disco e volta e meia empunhando uma guitarra, a sonoridade do show se mostrou bastante fiel ao disco, com beats e samplers graves, ora injetando pressão em números como “Jasper” (Caetano Veloso / Peter Sherer / Arto Lindsay), abolerando ainda mais “Meu Mundo Caiu” (Maysa) ou fazendo “Bang Bang (my baby shut me down)“, o icônico sucesso de Nancy Sinatra, brilhar num dos momentos mais ousados estilisticamente da noite. A tudo isso correspondeu a performance da Alice, envolta em projeções vibrantes (e por vezes confusas) nos cinco telões espalhados pelo cenário. Alice que ainda fez brilhar a soturna valsa autoral “Antes de Tudo” e arrebatou, entre gritos, gemidos e sussurros, subvertendo gêneros com a poderosa versão de “Homem” (Caetano Veloso), número que fechou o setlist antes do bis.

alice_caymmi2 (20 de 35)

Momento menos interessante do show, o bloco que aludia à dance music, pareceu um tanto deslocado na concepção do espetáculo, fazendo “Joga Fora” (Michael Sullivan / Paulo Massadas), grande hit de Sandra de Sá, “All Your Love on Me” e “I Feel Love”  em performances que contaram com bailarinos sensualizando no palco, soarem um tanto desencontradas. Até nestes momentos menores, a versão de Rainha do Raios concebida para o registro audiovisual se mostrou relevante, ainda que menos quente e explosiva que a original. Intenso, de acabamento cênico primoroso e com uma intérprete que brilhou segura mesmo tendo que seguir à risca uma direção dura que poderia ter feito da artista apenas uma marionete, prisioneira de convenções e invencionices em cena.

O setlist armado por Alice Caymmi na primeira noite da gravação do DVD Rainha dos Raios

1. Iansã (Caetano Veloso / Gilberto Gil)
2. Paint In Black (Keith Richards / Mick Jagger)
3. Como vês (Domenico Lancellotti / Bruno Di Lullo)
4. Meu Recado (Michael Sullivan / Alice Caymmi)
5. Meu Mundo Caiu (Maysa)
6. Antes de Tudo (Alice Caymmi)
7. Bang Bang (My baby shut me down) (Sonny Bonno)
8. Princesa (MC Marcinho)
9. Joga Fora (Michael Sullivan / Paulo Massadas)
10. All Your Love On Me (Benny Andersson Björn)
11. I Feel Love (Dona Summer / Pette Bellote)
12. Jasper (Arto Lindsay / Caetano Veloso / Peter Sherer)
13. Sargaço Mar (Dorival Caymmi)
14. Sou Rebelde (versão Paulo Coelho)
15. Homem (Caetano Veloso)
Bis
16. Meu Recado (Michael Sullivan / Alice Caymmi)

Fotos

 

1 comentário em “SHOW: Com a gravação do DVD “Rainha dos Raios”, Alice Caymmi se impõe como o grande destaque da música brasileira em 2014

  1. Não tinha uma banda no palco? Será isso mesmo?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s