Na noite da gravação do primeiro DVD, Dulce Quental inclui Cazuza, Arrigo Barnabé e Baudelaire no roteiro de Música e Maresia

dulce_quental-14
Dulce Quental no palco do Teatro Sesc Belenzinho (Foto Alexandre Eça)

Cantora carioca projetada na década de 1980 como vocalista da banda pop feminina Sempre Livre, Dulce Quental coleciona sucessos também como compositora. Na noite da gravação do seu primeiro DVD, que contou com a participação do guitarrista Luiz Carlini, o repertório do novo disco – o vinil Música e Maresia – dominou o roteiro do show quase inteiramente autoral.

Sem adotar um tom retrospectivo, e sem cantar os hits do Sempre Livre, Dulce abriu espaço no setlist para a inédita (e bela) Tempo Circular, sua parceria com Paulo Monarco, mostrou uma nova versão para A Inocência do Prazer, de Cazuza, e incluiu um poema do francês Charles Baudelaire (1821-1867) na sequência de Guarde Esta Canção, música composta com Frejat em homenagem à integrante da banda carioca Gang 90, Denise Barroso, falecida precocemente em 1993, aos 37 anos.

O DVD Música e Maresia, produzido em parceria com o Canal Brasil, deve ser lançado ainda este ano.

O roteiro armado por Dulce Quental na noite da gravação do seu primeiro DVD: 

1. Antes de acordar (Roberto Frejat / Dulce Quental)
2. Tempo circular (Paulo Monarco / Dulce Quental)
3. A inocência do prazer (Cazuza / George Israel)
4. Bossa do Bayard (Dulce Quental)
5. Não atirem no pianista (Dulce Quental)
6. Numa praia do Brasil (Arrigo Barnabé)
7. Amor, perigoso amor (Roberto Frejat e Dulce Quental)
8. Bordados de psicodelia (Moska / Dulce Quental)
9. Girassóis Azuis (George Israel / Dulce Quental)
10. Guarde Essa Canção (Roberto Frejat / Dulce Quental)
11. Texto – L´Ennemi (Charles Baudelaire)
12. Qualquer lugar do mundo (Beto Fae / Aldo Meolla)
13. Caleidoscópio (Herbert Vianna)
14. Natureza humana (versão Jorge Salomão / Wally Salomão / Nico Resende)
15. Púrpura (Luiz Carlini / Dulce Quental) com Luiz Carlini
16. Música e maresia (George Israel / Dulce Quental) com Luiz Carlini
17. O poeta está vivo (Roberto Frejat / Dulce Quental) com Luiz Carlini
Bis
18. Tempo Circular (Paulo Monarco / Dulce Quental)
19. Não atirem no pianista (Dulce Quental)
20. O poeta está vivo (Roberto Frejat / Dulce Quental)

Fotos

Fotos de Alexandre Eça

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s